4 filmes para compreender o arquétipo da mãe

Se você não viu o último post, vale rolar o feed para ler sobre o arquétipo da mãe. Este é um importante símbolo que é sempre retratado em nossa cultura.


Justamente por isso, hoje a Casa de Sofia te trouxe 4 filmes para entender melhor o arquétipo da mãe.


Lady Bird

Quando questionada sobre seu nome de batismo, Christine, a garota diz que Lady Bird foi o nome dado por ela a ela mesma. O desejo de ser chamada de Lady Bird é um símbolo perfeito para aquela busca adolescente em decifrar quem é, rompendo com as pessoas que a criou. Em Lady Bird, a proximidade entre mãe e filha oscila entre a adoração e a agressão, formando uma relação simbiótica interessante de ser analisada.


O Vazio de Domingo

Chiara foi abandonada por sua mãe quando era pequena. Depois de trinta anos, ela pede para que elas passem dez dias juntas em uma vila remota entre a Espanha e a França. Este incômodo reencontro desperta intensas reflexões sobre a dor do abandono e a relação imperfeita entre mãe e filha.


Álbum de Família

Meryl Streep interpreta uma mulher que, mirando o fim da vida, decide reunir as filhas para um encontro. É aí que descobrimos a dinâmica de uma família doente. A matriarca ataca a família durante o filme todo com críticas que evidenciam o seu narcisismo. Existe na personagem uma certa inveja das filhas, como se fossem elas destinadas a destroná-la como a matrona da família.


Dumplin´

O filme conta a história de Will, uma adolescente que não se encaixa nos padrões de beleza. Por outro lado, ela é filha de Rosie, uma miss de sucesso em concursos de beleza que se dedica a ensinar garotas a seguir o mesmo caminho. Não é pela mãe que Will nutre uma relação materna e sim pela tia, Lucy, que praticamente a criou. Como protesto contra a mãe, Will se inscreve no concurso de beleza de Rosie para vingar sua tia Lucy.


Você já assistiu alguns desses filmes? Conta aqui o que achou!


Patricia C. Leite

Psicoterapeuta

.



0 visualização0 comentário